Nasceu da Virgem Maria “como os raios de sol atravessam uma vidraça”

Assim como vemos os raios solares atravessarem um vidro compacto, sem o quebrar e lhe fazer o menor estrago, assim também nasceu Jesus do seio de Sua Mãe.


Catecismo Romano | Pascom · 7 de maio de 2018


JESUS NASCEU DE MARIA VIRGEM

O QUE há de mais admirável, o que ultrapassa tudo quanto o homem possa dizer ou imaginar, é o fato de Nosso Senhor nascer de Sua Mãe, sem que daí resultasse a menor lesão à virgindade materna.

Assim como mais tarde saiu do Sepulcro fechado e selado; assim como “entrou para junto de Seus Discípulos, apesar das portas fechadas” (Jo 20, 19); assim como, na observação diária da natureza, vemos os raios solares atravessarem um vidro compacto, sem o quebrar, e sem lhe fazer o menor estrago — assim também, e de maneira mais sublime, nasceu Jesus Cristo do seio de Sua Mãe, sem nenhum dano para a integridade materna.

É com os mais justos louvores que, em Maria, enaltecemos uma virgindade perpétua e intemerata, ou seja, incorrupta. Operado foi este milagre pela virtude do Espírito Santo. De tal modo assistiu a Mãe na conceição e no nascimento do Filho que, dando-lhe fecundidade, lhe conservou todavia a virgindade.

Virgem Maria Nosso Senhor Guido Reni
“A Virgem da Cadeira” (1624-1625) por Guido Reni
PRIMEIRO ADÃO E SEGUNDO ADÃO

De vez em quando, São Paulo designa a Cristo como o “segundo Adão” (1 Cor 15, 21-32; Rm 5, 14), e confronta-o com o primeiro Adão. Realmente, assim como pelo primeiro Adão todos os homens sofrem a morte, assim pelo segundo são todos novamente chamados à vida. Assim como Adão foi pai do gênero humano segundo as leis da natureza, assim também Cristo é, para todos, o autor da graça e bem-aventurança.

PRIMEIRA EVA E SEGUNDA EVA

Por analogia, podemos igualmente comparar com Eva a Virgem Mãe de Deus. À primeira Eva corresponde a segunda, que é Maria; assim como acabamos de mostrar que o Segundo Adão — Cristo — corresponde ao primeiro Adão.

Por ter dado crédito à serpente, Eva acarretou maldição e morte ao gênero humano. Maria acreditou nas palavras do Anjo, e obteve que aos homens viesse novamente bênção e vida. Por culpa de Eva, nascemos filhos da ira (Ef 2, 3); por Maria recebemos Jesus Cristo, que nos faz renascer como filhos da graça (Gl 4, 4-7). A Eva foi dito: “Em dores darás a luz teus filhos” (Gn 3, 16). Maria ficou isenta desta lei. Conservando a integridade de sua virginal pureza, como dizíamos há pouco, Maria deu à luz a Jesus, Filho de Deus, sem sofrer dor de espécie alguma.

FIGURAS E PROFECIAS NO ANTIGO TESTAMENTO

Visto serem tão grandes e tão numerosos os mistérios desta admirável conceição e nascimento, convinha que a Divina Providência os fizesse anunciar [no Antigo Testamento], por meio de muitas figuras e profecias.

Esta é a razão por que os Santos Doutores aplicaram a este mistério muitos trechos, que lemos em vários lugares da Sagrada Escritura. Entre os quais se fala principalmente daquela porta do Santuário, que Ezequiel viu fechada (Ez 44, 2); daquela pedra que se desprendeu do monte, “sem a intervenção de mãos humanas”, como diz Daniel, “a qual se avolumou em grande montanha, e encheu toda a superfície da terra” (Dn 2, 34-35); da “vara de Aarão, a única que deitou rebentos, entre as varas dos príncipes de Israel” (Nm 17, 16-23); da “sarça, que Moisés viu arder sem se consumir” (Ex 3, 2 ss.).


Quer saber outros Artigos da Profissão de Fé? Inscreva-se no Curso sobre o Creio do Padre Jair B. de Souza, MIC, Superior dos Marianos no Brasil: contato.


Em — ‘Terceiro artigo do Símbolo [dos Apóstolos]’, Catecismo romano (trad. do latim por Frei Leopoldo Pires Martins, O.F.M., nova edição, Anápolis, Serviço de Animação Eucarística Mariana, 2006), parte 1, capítulo 4, pp. 116-117. [1ª ed. brasileira: 1951; 1ª ed. romana: 1566.] — Ligeiramente adaptado, sem distorções.


,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *